24 agosto, 2016

Nós e os Cadernos

A
Em julho, o evento "Nós e os Cadernos", organizado pelo Tiago Cruz, juntou em Esposende alguns dos meus heróis do desenho. Embora o denominador comum tenham sido os diários gráficos, as palestras das duas noites extravasaram rapidamente o tema dos cadernos e falou-se de desenho, das vidas ligadas ao desenho e do desenho como ligação da vida.


No dia seguinte fomos a Vila Chã, Esposende, ao monte de São Lourenço onde existe um castro em recuperação através de várias intervenções arqueológicas. Situada 200 metros acima do nível do mar, a zona onde desenhamos era de cortar a respiração. Desenhei o Pedro Cabral antes de ter coragem de me atirar à linha do horizonte.


O castro é também um parque temático de um ambiente medieval, com tudo a que tem direito. Esta ave de rapina estava na "zona da caça" à espera de fazer o seu número. Vida dura.


No segundo dia, sessão de desenho livre por Fão. Não fomos à praia, conforme se pode ver nos desenhos.


Dois desenhos do quotidiano desse fim de semana, que são sempre os que mais gosto: o primeiro da Pousada da Juventude onde dormimos; o segundo da Casa da Juventude onde comemos. Tudo gente jovem, estes nove magníficos.


Finalmente desenhos do centro de Esposende, onde acabou o evento. Finalmente o Cávado.
Obrigado Tiago.
A

4 comentários:

Tiago Cruz disse...

Obrigado eu Zé. Temos que repetir a aventura… :)
Abraço!

Marco disse...

Prazer em conhecer-te Zé :) desenharemos novamente com certeza :)

teresa ruivo disse...

Desenhos fantásticos Zé! Os meus preferidos são o da praia e o do Pedro Cabral. Deve ter sido qualquer coisa, este encontro...só craques :)

Mário Linhares disse...

Este homem, quando publica, é para esmagar!!! :)