22 maio, 2008

No metro.


Caneta e aguarela sobre A5.
Pareciam gémeos. Ele e ela. Pequeninos. Quando o metro parou o solavanco foi sincronizado. Transportes públicos. Um manancial.
PS_ eu também lá estou.

5 comentários:

~pi disse...

estás: vi! :)

Maria Laura disse...

E estás mesmo... :) Mais uma vez o olhar que vê aquilo em que normalmente não se repara.

Galeota disse...

Às vezes, há travagens bruscas.

Ad astra disse...

o teu traço...
retratos do quotidiano...

Miguel Taborda disse...

muiiiiiiiiiiiito expressivo! gosto mesmo muito!