02 maio, 2008

Azul.








Lápis de cor sobre A6.

Azul. Elefante azul. É um microcosmo da realidade. Eles a puxarem o brilho às motinhas enquanto elas fingem que não se importam de apanhar uma valente seca, outros a praticarem arriscadas coreografias (aparatosas faenas?) na perseguição do brilho total, outras que apanham o parceiro distraído para catrapiscarem o jovem do lado, que trata de ter o mesmo cuidado, ou ainda aquela mãe que diz ao seu rebento «tomar banho é em casa».

Continua.

4 comentários:

PMBC disse...

Mais uma história muito bem contada e ilustrada.

Galeota disse...

...é perto do Alto da Barra?

Magui disse...

A perfeição existe!!!!

intruso disse...

:)

excelentes estes registos a lápis!

abraço