19 abril, 2008

Nintendo DS.


Lápis sobre A5.

Nintendo DS. É como ela faz questão de chamar ao aparelho. Pergunto-lhe sempre porque é que junta o «DS», ao que ela responde: porque o modelo é o DS. Óbvio, não é?
No meu tempo de adolescente, mais velho que a minha filha, também tratávamos os nossos brinquedos, as motos de 50 cc, pela designação do modelo. Assim as Hondas ou eram CD ou SS, mais antigas, ou CB, as mais novas, enquanto o suprasumo das Yamaha eram as RD. Para os mais afortunados existiam as Yamaha 125 Enduro, assim mesmo. Nunca nos referiamos a tais objectos como simplesmente "motas". Todas tinham nome próprio que seguia à risca as siglas do modelo.
Parece que os tempos não mudaram assim tanto. Os objectos dos adolescentes, ou dos que para lá caminham como é o caso da minha filha, continuam a cumprir a sua função prática, estética e simbólica, todas muito bem divididas.

5 comentários:

hfm disse...

Belo post!

galeota disse...

Pois...viro o disco e toca o mesmo.

Maria Laura disse...

Exactamente. Uma boa compreensão do mundo dos adolescentes.
O desenho, a beleza de sempre!

gabi campanario disse...

You said it very well José! And I love the drawing.

João Catarino disse...

...Eu sou do tempo que DS era o sensacional boca de sapo!