11 março, 2008

Arrependimentos, 3






Lapis de cor sobre A5.

A questão dos arependimentos está, como tudo no desenho, ligada ao material que risca. A grafite, pela sua maleabilidade, permite um tipo de gestualidade muito mais expressa, solta, que o aparo ou as canetas, que tendem a reprimir o gesto. No meu entender, a hesitação do traço, porque menos marcante com a grafite, pode ser assumida com menos riscos para o resultado final. O problema da grafite, nos diários gráficos, é que desvanece. Raramente a utilizo. Por isso substituí esta pelo lápis de cor preto nesta série feita num evento desportivo.
Teve muito mais interesse o que se passava nas bancadas do que no campo.

5 comentários:

Ad astra disse...

sabes, adorei o despreendimento patente nos dois primeiros.

Abraço

Eduardo P.L. disse...

Muito interessante as informações. Pertinentes e inteligentes! Gosto quando o artista da as explicações do seus métodos e materiais!

Parabéns! E pelo resultado , claro!

hfm disse...

Continuo atenta aprendiz.

intruso disse...

animação nas bancadas
:)

gosto destes "arrependimentos"

(o lápis preto, boa ideia!
a grafite de facto vai-se perdendo, e os desenhos perdendo contraste)

Cin disse...

hi Jose

many thanks for your comments and well wishes :)

is working in pencil new? I love tones of gray and how beautifully the gesture of your hand in conveyed in this medium. all those nice smudges too, lovely!