20 maio, 2007

Noite



Quando eu era adolescente a noite era na linha. Começávamos nas arcadas dos bares junto ao jardim do Casino e acabávamos na discoteca do autódromo, o 2001, que ainda existe. Nos anos 80 a nossa noite mudou-se para Lisboa, na 24 de Julho. O Plateau, o Kremlin e o Alcântara-Mar foram os primeiros de muitos. Hoje toda a zona ribeirinha que vai de Belém ao Cais do Sodré está cheia de bares que vieram ocupar antigos edifícios que serviam de apoio para as actividades que estavam ligadas ao rio. Esse reaproveitamento é, na maior parte dos casos, exemplar em termos de arquitectura e design de ambientes. O BBC, que está em frente da Cordoaria Nacional, entre Belém e Alcântara, nem é dos que mais me agrada mas é paradigmático dessa “movida” que persiste na noite alfacinha.
Caneta sobre Winsor & Newton A5.

6 comentários:

Jenny disse...

I love your freedom with a pen while managing so many details.

hfm disse...

Gostei da minha "movida" por entre estes traços.

margarida disse...

Grandes recordações das noites no 2001.As esperas naquela escada para o Seixas nos deixar entrar eram desesperantes.Mas valia sempre a pena.

jl disse...

Se valia, Margarida. Diferente dos dias de hoje. A pista de dança emoldurada por aquelas 4 colunas que pareciam bocarras a debitar som. Grandes tempos. Bom, ainda não havia multas de alcool...

margarida disse...

Parece que me estou a ver dançar ao som dos Ramones, Patti Smith,Rolling Stones,etc.

Uma vez fui de vespa para lá,foi uma aventura.Um dia quem sabe nos dê o prazer de desenhar uma e nos mostre aqui.Há tantas paradas por aí.

claire disse...

;O) Onde vim parar